EDIÇÃO ATUAL

As religiões Afro-brasileiras e os direitos reprodutivos da mulher

Não é possível pensar o campo religioso afro-brasileiro de forma homogênea, de modo que não há um pensamento único sobre os direitos reprodutivos da mulher.

Desde que há corpo em sociedade, há a vontade de autodeterminação: a história dos direitos reprodutivos

Importante ressaltar que no contexto brasileiro, os dados apontam que a gravidez na adolescência ocorre com maior frequência entre as meninas que estão em maior vulnerabilidade social, com menos escolaridade, renda e acesso a serviços públicos.

Desigualdades no exercício dos direitos sexuais e reprodutivos: o que nos diria o Buddha?

Para o Buddha histórico, e para todas as tradições budistas que nele se firmam, não há como ser livre sem acesso à informação adequada e sem poder decidir, ainda mais quando essas decisões trazem impacto coletivo. Direito Reprodutivo.

Direito reprodutivo ante a ideologia do patriarcado

Defender os direitos reprodutivos das mulheres significa avançar na defesa da liberdade delas decidirem sobre tudo que se relaciona a seu próprio corpo.

PLANOS DE AULAS

Planos elaborados tendo como base as Ciências da Religião para poderem auxiliar as educadoras e educadores no processo de construção do conhecimento. Os planos de aula seguem a temática das edições da revista.

Todos os Planos de Aula
A mística da Jurema Sagrada

Em um mundo cada vez mais plural, que permite a convivência de tantos modos de crer, é preciso defender com criticidade e generosidade a própria fé, superando a intolerância e o racismo religioso.

A dor tem urgência

Entender que as situações fomentadas pela aversão às minorias de pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transgêneras, Intersexos, Queer, Assexuais…

Os direitos humanos são de todos os humanos

A declaração universal dos Direitos Humanos foi uma grande conquista da humanidade após a barbárie das duas grandes guerras do século XX.