SEJA ASSINANTE APOIADOR(A)

SEJA ASSINANTE APOIADOR(A)

Apoie a produção de conteúdo gratuito

Voluntários Arco-Íris organizaram ceia de natal em Curitiba para LGBT+ distantes da família

Voluntários Arco-Íris organizaram ceia de natal em Curitiba para LGBT+ distantes da família
Redação 23 de janeiro de 2020

Foto: Voluntários Arco-Íris

Mais de 200 pessoas participaram da Ceia de Natal LGBTI+, organizada pelos Voluntários Arco-Íris, em parceria com o Grupo Dignidade, no dia 21 de dezembro, na Catedral Anglicana de São Tiago, em Curitiba.

Um espaço simbólico. Essa é a segunda edição de um projeto que busca trazer conforto e pertencimento numa época sensível. “Reunimos 50 pessoas na primeira edição que estavam afastados de suas famílias ou distantes dela, percebemos a necessidade de oferecer um espaço acolhedor à nossa comunidade nessa época do ano. Com quatro vezes mais pessoas, e até turnos para a janta, nos alegramos imensamente, e buscaremos meios para tornar a ceia de 2020 muito mais inclusiva.”, afirma Marcio Albino, líder dos Voluntários Arco-Íris.

Os Voluntários Arco-Íris são uma organização comunitária, que empodera novas lideranças para servir com orgulho a comunidade LGBT+ e promover o bem comum.

Outras organizações LGBT+ como as Mães pela Diversidade estiveram presentes oferecendo abraços e conversas que muitas pessoas jamais teriam com a família. O Coral Gay de Curitiba apresentou releituras de canções natalinas tradicionais. “Em torno de 15 movimentos e organizações somaram forças para tornar a Ceia de Natal LGBTI+ possível, além da incrível equipe de cozinha, e alguns doadores anônimos. Essa sinergia é nosso propósito enquanto Voluntários Arco-íris: construir uma comunidade acolhedora onde cuidemos uns dos outros. Onde cada um possa contribuir do seu jeito. Por nós e para nós.”, conta Marcio.

Foto: Voluntários Arco-Íris

Dentro da programação da Ceia de Natal LGBTI+ também foi realizado um culto de natal, organizado pela Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja da Comunidade Metropolitana e o movimento Evangélicxs pela Diversidade. “Não é possível conceber um Evangelho que não seja inclusivo, mas a igreja precisa constantemente reafirmar o compromisso de respeito às diversidades como ato de resistência em um mundo tão marcado pela violência da intolerância.”, partilha Diego Mendonça, liderança leiga da Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM) de Curitiba.

Foto: Voluntários Arco-Íris

Mais informações sobre o trabalho dos Voluntários Arco-Íris, acesse: www.vai.ong.br

SEJA ASSINANTE APOIADOR(A): Apoie a produção de conteúdo gratuito

APOIE A SENSO
Inscreva-se na newsletter da Revista Senso e receba as novidades exclusivas em seu e-mail!