Axé: conhecer para respeitar

Axé: conhecer para respeitar
4 de junho de 2017 Jacqueline Crepaldi Souza

Oficina: Congado para crianças

Axé: conhecer para respeitar

Elaborado pela Profa. Jacqueline Crepaldi Souza

Classificação: Ensino Fundamental I

© Fernanda Scherer

Justificativa

Estamos num tempo de grandes desafios. Uma multiplicidade de gestos, reflexões e novas práticas ditam as transformações do tempo axial do pluralismo religioso. As crianças fazem parte deste tempo e não se podem deixá-las de fora dessa nova realidade. Neste sentido, a presente oficina tem por objetivo reconhecer a realidade do Congado, em especial da criança Catopê. Além de fornecer exemplos práticos para a compreensão de propostas educativas que ensinem sobre religiões de matrizes africanas. Para tal, dividiu-se o trabalho em duas partes: a parte teórica e a parte prática. Optou-se pelo congado como objeto das religiões de matrizes africanas por sua forte presença em Minas Gerais.  A parte prática da oficina será composta por produções e reflexões dos integrantes da mesma, cujas conclusões ajudarão a definir critérios para se trabalhar temas ligados a religiões diversas.

Objetivos

  • Reconhecer a realidade do Congado em Minas Gerais;
  • Fornecer fundamentos teóricos para compreensão dessa realidade;
  • Aplicar o tema “criança Catopê” em situações de ensino/aprendizagem a respeito da religião de matriz africana.

Desenvolvimento

Primeiro momento

  • Chegada
  • Boas Vindas

Segundo momento

  • Vivência: montagem de um mastro, com as crianças. As fitas coloridas podem ser coladas, uma a uma no mastro. Cada integrante vai ao centro da sala e coloca sua fita, fala seu nome e o que conhece a respeito do Congado.
  • Responder: O que é o Congado para você?

Terceiro momento

  • Coordenador da Oficina: Explicar o que é o congado .

Congado

O Congado ou Congada é uma manifestação cultural e religiosa afro-brasileira. Constitui-se em um bailado com canto e música que recria a coroação do rei do Congo, um país africano. O Congado trata diversos temas como, por exemplo, Nossa Senhora do Rosário.
Fonte: Dicionário de Português.

  • Hora da roda com as crianças – História: O menino Catopê. Nesta história, Barroso (BARROSO, 2013, p. 24) relata a história da dança Catopê, dança de bater os pés. Segundo a autora esta dança foi herdada dos escravizados que viviam na Fazenda Macaúbas em Minas Gerais.
  • Conversa com as crianças: o que mais gostaram na história?
  • Vídeo: Congado.
  • Proposta de intervenção: Em grupos, as crianças podem confeccionar coroas para fazer um desfile de Congado na sala ou ao ar livre. Pode-se repetir um dos trechos da história do menino Catopê, quando diz que ele cantava assim: “A luz divina, auê! A luz divina, auê! A luz divina, deixa nós e o Rei passa… A luz divina, deixa nós e o Rei passa…”. A professora pode ir à frente, segurando o mastro construído no início da oficina.
  • Avaliação da oficina

Material necessário:

  • Cabo de vassoura;
  • Fitas coloridas;
  • Multimídia;
  • Vídeo: Congado;
  • Papel, canetas, grampeador, durex, brilho e pedrinhas coloridas para confeccionar as coroas;
  • Livro: O menino Catopê.

REFERÊNCIAS

ASSIS, Sônia Cristina de.  As culturas do reinado mineiro: o processo de aprendizagem e a transmissão de saberes. 2009.

BARROSO, Sandra Helena. Congo do Divino Espírito Santo, de Pinhões, MG: abertura de um reinado por mulheres. 2016.

Vídeo: Congado. (CONGADO UBERLÂNDIA MG 09 10 2016).


1 Pode ser um cabo de vassoura enfeitado com fitas coloridas.

2 O Congado é parte de uma tradição chamada Reinado. Considerado expressão religiosa católica, típica dos negros, grupos de pessoas cantam e dançam em louvor à Nossa Senhora do Rosário e aos seus santos de devoção.  A comunidade de Pinhões, Minas Gerais, Brasil, conta anualmente com a festa de Nossa Senhora do Rosário e a festa do Divino Espírito Santo. A Guarda de Honra dos Catopês, formada por homens, tradicional na comunidade, é responsável pela festa de Nossa Senhora do Rosário. A Guarda de Congo do Divino, fundada em 2013, formada por mulheres, é responsável pela festa do Divino Espírito Santo. Cf. BARROSO, Sandra Helena. Congo do Divino Espírito Santo, de Pinhões, MG: abertura de um Reinado por Mulheres. 2016.

3 A apresentação do congado em Uberlândia 2016, trás fotos com imagens de muitas crianças. O coordenador da oficina pode pedir que se observem  a participação das crianças na festa do Congado. Não foram encontrados vídeos da festa do Congado em Pinhões.