SEJA ASSINANTE APOIADOR(A)

SEJA ASSINANTE APOIADOR(A)

Apoie a produção de conteúdo gratuito

Arquivo do autor para Rita Grassi

  • Coluna

    Um deserto chamado pandemia

    - by Rita Grassi

    Então, como faço todos os anos, – desde que comecei realmente a me interessar por esse fenômeno chamado “religião” e que, no meu caso pessoal, prefiro chamar de “espiritualidade” -, meio que “sem querer”, meio que “por acaso”, meio que “por coincidência”, me vi fazendo um balanço de como foi este último ano para mim.

  • Coluna

    A mulher muçulmana em foco

    - by Rita Grassi

    Na semana passada celebramos o Dia Internacional da Mulher, quero falar sobre um filme e uma série, aos quais assisti recentemente. Ambos tratam do tema da mulher no Islã. Como não sou uma especialista no assunto, me dou o direito de falar do lugar de uma estudiosa do fato religioso e de mulher brasileira, imigrante na França.

  • Direitos Humanos

    Não basta tolerar, é preciso respeitar

    - by Rita Grassi

    Neste 21 de janeiro de 2021, Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, gostaria de abrir uma discussão, inspirada no pensamento do filósofo e teólogo catalão Raimon Panikkar. Será que para combater a intolerância, basta gerar e promover a tolerância ou deveríamos ir mais além?

  • ZRS-Edição 19

    Diálogo inter-religioso nas Ciências da religião aplicada

    - by Rita Grassi

    O mundo de hoje exige reflexão, análise crítica, mas também exige ação e nenhum profissional pode ficar de braços cruzados, por trás de uma imparcialidade científica, se eximir de uma ação efetiva sem proselitismo

  • Coluna

    10 Anos do Falecimento de Raimon Panikkar ou do Retorno da Gota para o Oceano

    - by Rita Grassi

    No dia 26 de agosto de 2020, fez 10 anos do falecimento do filósofo e teólogo catalão Raimon Panikkar (1918-2020). O autor costumava utilizar uma metáfora da gota e do oceano para falar da morte e do nosso desenvolvimento espiritual.

  • Diálogo Inter-religioso

    Os 10 livros sobre Diálogo Inter-Religioso fundamentais para a minha pesquisa

    - by Rita Grassi

    Recebi a difícil tarefa do editor desta revista de escrever uma coluna elencando os 10 livros fundamentais para o Diálogo Inter-religioso. Esta tarefa tem um certo grau de dificuldade ao meu ver, pois não sinto que haja realmente 10 livros fundamentais para o DIR de forma generalizada, mas, sim, aqueles que foram e tem sido fundamentais para a minha pesquisa sobre o DIR.

  • Coluna

    O “desconfinamento” e o direito ao culto na França

    - by Rita Grassi

    De uma certa forma, o tão esperado “novo normal” trouxe de volta as antigas disputas políticas quanto à liberdade religiosa e à imparcialidade do estado laico francês. E, se no início do confinamento restrito, a grande maioria dos religiosos concordaram com a proibição dos cultos, agora o cenário é outro.

  • Coluna

    A busca por respostas na visão cosmoteândrica de Panikkar

    - by Rita Grassi

    Sempre fui crítica à expressão “religiosidade à la carte”, frequentemente utilizada nos estudos dos novos movimentos religiosos, especialmente, nas Ciências da Religião. A meu ver, tal expressão de certa forma inferioriza e coloca no mesmo “saco” pessoas que tem formas distintas de expressar e de acessar sua espiritualidade – e, até mesmo, sua religiosidade – e que buscam respostas em diferentes campos dentro e fora da religião institucional…

  • Religião

    A tensão religiosa em tempos de Coronavírus, na cidade de Paris

    - by Rita Grassi

    Mas, você pode me perguntar, o que isso tem a ver com a religião. Nada e, ao mesmo tempo, tudo. Vivi, na última semana, alguns episódios interessantes. Bom, primeiro uma constatação de que o principal assunto antes do Coronavírus, aqui, era a questão da religiosidade islâmica (mais precisamente quanto ao uso do véu por parte das mulheres) em contraposição à laicidade do Estado francês, conforme abordado na última coluna.

  • Coluna

    Paris, o berço do Estado laico, um caldeirão de religiões

    - by Rita Grassi

    A laicidade existe, também, para garantir a liberdade de expressão religiosa promulgada pela Declaração Universal de Direitos Humanos. Segundo Comte-Sponville, “a religião é um direito. A irreligião também.

SEJA ASSINANTE APOIADOR(A): Apoie a produção de conteúdo gratuito

APOIE A SENSO